top of page

Conselhos para quem está passando por um divórcio



coração desenhado na areia e sumindo com a água do mar

O divórcio, por si só, é um processo difícil não importam as circunstâncias. Mas com alguma preparação e com as sugestões que vou dar aqui, as pessoas podem reduzir o estresse e a incerteza da vida durante e e após essa fase. É um momento estressante para todos os envolvidos, e a vida pode se tornar ainda mais difícil e complicada. Eu particularmente acredito que a chave para um divórcio melhor é definir suas expectativas o quanto antes e tentar ao máximo ser gentil consigo mesmo e (por mais difícil que seja) com seu cônjuge. Mas como definir quais seriam essas expectativas? Se informar para entender como funciona um processo de divórcio no Brasil, as formas como ele pode acontecer e obter orientações de profissionais qualificados sobre como as leis podem ser aplicadas ao seu caso específico. Aqui vou compilar alguns conselhos pessoais meu e que acho que você precisava ler:

Ter uma reserva financeira

O ideal é que você tenha meios de se manter sozinha por um tempo. Até para não ter que se sujeitar a acordos que não gosta por estar desesperada. Então, se ainda não divorciou, sugiro fazer uma reserva para esse "projeto" para enfrenta-lo com menos stress. Se você depende de seu cônjuge, saiba que existe a possibilidade de ele decidir cortar o apoio repentinamente, portanto, certifique-se de estar preparado antes de pedir o divórcio. Se houver alguma maneira de iniciar um "caixa dois" para se proteger contra futuros ataques financeiros, agora é a hora de fazê-lo. Pense que você vai ter que arcar com suas despesas nessa nova etapa sem o auxílio do outro. E se tiver filhos, pior ainda. Além disso, tem as despesas com honorários advocatícios. A depender do caso você pode conseguir liminarmente uma pensão, mas geralmente precisa-se de várias provas da renda do ex-cônjuge e nem sempre essa decisão liminar traz valores justos de pensão. Então se não quer passar sufoco, se organize sempre que possível.

Se você tiver que pedir dinheiro emprestado a um parente ou amigo, certifique-se de comprovar essa dívida,  para que o tribunal o veja como um empréstimo que você deve pagar e não como um presente.


Coloque o divórcio como um compromisso


Você precisará estar em contato constante  com seu advogado e colaborar em todas as etapas. Não seja aquela pessoa que se faz de doida e fica fingindo que aquilo não é com ela. Isso pode te custar caro. Se tiverem filhos tome nota quando seu cônjuge não compareceu a um compromisso ou violou um acordo ou ordem judicial. As datas de visitação com crianças precisam ser bem organizadas. Além disso, a par de todo o stress, continua acompanhando todos os compromissos com os professores, médicos, treinadores, etc., dos seus filhos. Peça ajuda, por óbvio, mas não se entregue à tristeza e deixe tudo de lado porque isso pode ser usado contra você. Peça ajuda, até médica se for o caso, mas não se omita das questões relacionadas à sua vida.

Mantenha-se organizado

Um divórcio gera muita papelada. A maneira mais simples de controlar todos esses papéis é mantê-los organizados em um só lugar, seja digitalmente ou em papel. Coloque os documentos em ordem cronológica e faça um índice ou crie arquivos individuais para várias categorias de papéis de divórcio. Alguns exemplos são correspondência com seu advogado, minutas de acordos, informações financeiras e petições. Organize até os e-mails trocados, para que possam ser encontratos facilamente. Evite áudios pela amor da Deusa. Depois você não consegue localizar nada. E para juntar como prova é muito difícil. E após a finalização do divórcio tenha impressa a certidão de casamento com a averbação do divórcio. Ele comprova que seu casamento foi legalmente encerrado e também pode ser usado como prova para mudar seu nome, se desejar.

Fique fora das Redes Sociais durante o processo de divórcio


Tenha cuidado antes de postar qualquer coisa nas redes sociais. Embora possa parecer inofensivo desabafar sobre sua situação atual ou exibir sua nova liberdade, isso pode afetar negativamente o processo de divórcio. Leia esse artigo aqui onde eu falo sobre a importância de evitar postagens em redes sociais. Cada vez mais vejo discussões alimentadas por uma postagem na mídia social, seja durante o relacionamento ou como consequência do término do relacionamento.

Atenha-se a uma rotina


O divórcio vai virar sua vida de cabeça para baixo, então ajudará se você tentar manter as coisas o mais normal possível. Não pule refeições ou mude os hábitos de sono – as rotinas podem ajudá-lo a manter o foco. O exercício também é uma ótima maneira de aliviar o estresse. Se puder, tente manter sua vida social também. Eu já passei por um divórcio e posso garantir que o que me "salvou" foi continuar trabalhando e sair com meus amigos. Também recomendaria, caso fosse possível,  falar com um terapeuta para ajudá-la no processo. Amigos e familiares podem fazer parte de sua rede de apoio , mas geralmente aconselho um pouco de cautela porque eles vão querer o melhor para você e, portanto, nem sempre podem ser os melhores conselheiros.

Se desarme


Tente manter uma perspectiva positiva e não se deixe levar por conflitos desnecessários com seu cônjuge. Você precisará da assinatura dele em um acordo antes do término do divórcio e, se tem filhos pequenos,  ainda serão pais juntos por anos após o divórcio. Como você se comunica e onde escolhe ter essas discussões terá um papel importante. Evite situações que você sabe que podem estar desencadeando, como quando um ou ambos consumiram álcool, na casa da família depois que um de vocês se mudou ou em um restaurante noturno que já foi favorito. Se é provável que a comunicação pessoal se transforme em uma discussão, opte por e-mail, pois diminui o ritmo e dá a você tempo para considerar completamente o que deseja dizer e como deseja expressá-lo. Limite-se a ler ou enviar e-mails apenas durante o horário comercial normal e nunca pressione enviar se estiver se sentindo agitado ou emotivo . Nessas situações, peça a um amigo ou advogado para revisar o conteúdo primeiro.

Faça um plano para o divórcio


Leve um dia de cada vez. Concentre-se no presente e não no passado. Tente controlar apenas as coisas que estão sob seu controle. Muitas coisas em um divórcio estão fora de seu controle, mas você não pode exagerar nessas coisas. Faça um plano e trabalhe nele para assumir o controle de seu divórcio e não deixar que ele controle você.



Reuna informações financeiras


Quanto mais você organizar seus próprios documentos financeiros, mais reduzirá seus honorários advocatícios e aumentará suas chances de sucesso. Você terá que reunir e organizar muitas informações para seu advogado ou seu caso. Eu peço o máximo aos meus clientes que se inteirem de suas próprias finanças e de suas finanças conjuntas com seu cônjuge, juntamente com um histórico de como seus bens e dívidas mudaram durante seu relacionamento, para incluir quaisquer empréstimos, presentes ou herança recebidos durante esse tempo. Para isso você precisa ser organizado, lembra? Inclua detalhes sobre as crianças, como datas de nascimento e quaisquer necessidades de saúde e/ou educacionais. E recomendo manter isso como uma tarefa prioritária. Nada opcional



Se informe


É valioso para você aprender tudo o que puder sobre o divórcio no início do processo. Não se faça de princesa. Você precisa assumir as rédeas da sua vida. Se você sabe pouco ou nada sobre o processo , pode não tomar as melhores decisões ou escolhas. Você pode aumentar seu nível de conforto e suas chances de sucesso pesquisando e determinando o que vai acontecer antes que aconteça. Obter boas orientações desde o início pode fazer muita diferença em como você discute sua separação com seu cônjuge e definir suas expectativas com precisão lhe dará alguma confiança e o colocará no caminho certo para uma separação melhor.


Como faço para buscar ajuda especializada para lutar pelos meus direitos?


Para buscar ajuda especializada para ingressar na Justiça e lutar por seu direito, você pode contar com o escritório Maísa Lemos Advocacia e Consultoria, pois somos especializados em Direito de Família


Nós atendemos em todo o Brasil, pois o processo judicial é inteiramente eletrônico. Clique aqui e fale com nossa equipe


Nosso E-book


Baixe o e-book “Guia completo para se preparar para um divórcio”. Com certeza vai te ajudar bastante.


Conclusões sobre os conselhos sobre o divórcio


Com este conteúdo, você viu conselhos importantes para se organizar para um divórcio e ter resultados melhores.


Lembre-se que é muito importante que o profissional seja especialista na área de família.


Melhor ainda que atue com perspectiva de gênero.


A principal dica é: desenvolva um relacionamento de confiança com o profissional. Do contrário, pode ficar insegura e a relação se tornar extremamente desgastante ao longo dos meses.


E você, conhece alguém que precisa saber as informações deste artigo? Então compartilhe.


Tenho certeza que ele vai ajudar muita gente.


Ainda, se quiser uma análise pormenorizada do seu caso, é só chamar a nossa equipe nesse Whatsapp.


Agora, vou ficando por aqui.


Até a próxima.



maisa lemos advogada
Maisa Lemos

Meu nome é Maisa Lemos, atuo como advogada de família e sucessões em Goiânia desde 2002 e tenho clientes em todo o Brasil.


Meu foco é o atendimento de mulheres e sempre na prevenção de litígios e o bem estar dos envolvidos, sobretudo quando há filhos menores de idade.


Sou também mãe do Davi, da Helena e da Clara.Me siga no instagram: @maisalemoss.


Lá eu posto conteúdo quase diariamente sobre direito de família e sucessões.








LEMBRE-SE: este post tem a finalidade apenas de informar. Em nenhuma hipótese substitui a consulta com um profissional do Direito. Converse conosco e verifique as orientações necessá

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page