top of page

Guia completo sobre ação revisional de alimentos -2024




revisional alimentos

Em um ambiente familiar, mesmo com os pais ainda casados, a realidade financeira por vezes impõe desafios. Agora imagine quando o casal se encontra separado. As dificuldades se multiplicam e a comunicação muitas vezes é falha.


Este é o caso de Ana, mãe de Sofia, uma menina de 8 anos, que vive a complexidade de ajustar a pensão alimentícia com o pai de sua filha, Carlos.


A história de Ana e Sofia é emblemática, refletindo as nuances legais e pessoais envolvidas na ação revisional de alimentos, um tema recorrente no direito de família.

 

O Contexto Familiar

 

Ana e Carlos se separaram quando Sofia tinha apenas 3 anos. Desde então, Carlos tem pagado uma pensão alimentícia mensal acordada na época da separação.

 

 No entanto, com o passar dos anos, Ana percebeu que o valor recebido não acompanhava o aumento das necessidades de Sofia, nem refletia as melhorias nas condições financeiras de Carlos, que havia ascendido profissionalmente.

 

O reconhecimento da necessidade de rever os alimentos por Ana veio da observação cotidiana das demandas crescentes de Sofia, que agora incluíam atividades extracurriculares, assistência médica e educacional.


Além disso, o custo de vida havia aumentado, e Ana sentia que o bem-estar de sua filha poderia estar comprometido se as contribuições de Carlos não fossem ajustadas.

 

Tentativas de acordo antes de considerar uma revisional de alimentos

 

Ana nesse caso fez certo. A primeira conduta dela foi procurar Carlos, explicar todas as suas dificuldades e necessidades da filha. Mas ele foi irredutível e disse que  não pagaria nem um real a mais do que já pagava.

 

Dessa forma, não restou alternativa à Ana senão considerar a possibilidade de propor uma revisional de alimentos. E o primeiro passou foi procurar um advogado de família.

 

Antes de discorrer acerca da história de Ana, Carlos e Sofia, é importante fazer algumas considerações sobre o conceito de pensão alimentícia e sua revisão.


E aqui delineamos os passos que alguém na posição de Ana deveria considerar:

 

Conceito e Importância da Pensão Alimentícia


A pensão alimentícia é uma obrigação legal destinada a garantir que as necessidades básicas de uma pessoa sejam atendidas, cobrindo despesas como alimentação, saúde, educação e moradia.

 

Tradicionalmente associada ao suporte financeiro de filhos por parte de pais que não residem com os filhos após um divórcio, a pensão alimentícia também pode ser estendida a ex-cônjuges, pais idosos ou outros membros da família que comprovem dependência financeira.


Este mecanismo legal é essencial para proteger os direitos e o bem-estar de indivíduos que, devido a circunstâncias familiares, como divórcio, separação ou outras mudanças de vida, podem encontrar-se em desvantagem financeira.

 

 Ao garantir uma contribuição financeira contínua, a pensão alimentícia busca evitar que essas pessoas sofram uma redução drástica em sua qualidade de vida.

 

A ação revisional de alimentos

 

A revisão de alimentos é um tema de grande relevância no âmbito do Direito de Família e visa ajustar a quantia destinada à pensão alimentícia, seja para aumentar ou diminuir em função de mudanças significativas nas condições financeiras de quem paga ou de quem recebe.

 

O objetivo é assegurar que o suporte financeiro continue a ser justo e adequado às necessidades do beneficiário, refletindo as realidades econômicas atuais de ambas as partes.

 

Ela é é uma ferramenta jurídica disponível para reavaliar o montante da pensão. Essa necessidade surge quando há alterações substanciais na situação financeira de qualquer uma das partes envolvidas.

 

Por exemplo, o aumento ou diminuição da capacidade financeira do pagador, mudanças nas necessidades do receptor, ou mesmo a ocorrência de eventos que impactam diretamente a economia familiar, como doenças graves, desemprego ou novas responsabilidades familiares.


A legislação brasileira, através do artigo 1.699 do Código Civil, estabelece o direito à revisão da pensão alimentícia, permitindo a exoneração, redução ou majoração do encargo.


Essa flexibilidade legal reflete o entendimento de que as condições financeiras e as necessidades das pessoas podem mudar com o tempo, exigindo ajustes para manter a equidade e a justiça na prestação alimentícia.


Procedimento para a revisional de alimentos


Para iniciar um processo de revisão de pensão alimentícia, é necessário que o interessado apresente uma solicitação formal à Justiça, demonstrando claramente as mudanças nas condições financeiras ou nas necessidades que justificam a revisão.

 

A apresentação de provas, como documentos financeiros, recibos de despesas e outros registros relevantes, é fundamental para embasar o pedido.


O processo judicial envolve a análise das evidências apresentadas por ambas as partes, podendo incluir audiências e a produção de provas testemunhais e até quebra de sigilo bancário, se necessário.

 

O objetivo é avaliar de forma imparcial as alegações de mudanças nas condições financeiras ou nas necessidades, a fim de determinar a adequação do valor da pensão alimentícia à situação atual.


Situações que demandam revisão de alimentos


Diversas circunstâncias podem levar à necessidade de revisão da pensão alimentícia, incluindo:


  • Alteração nas necessidades do beneficiário, como mudanças na situação educacional, de saúde ou custos de vida.

  • Ocorrência de melhoria nas condições financeiras de quem paga os alimentos.

 

Documentos necessários para propor ação de revisão de alimentos

 

Para considerar a possibilidade de propor uma ação revisional de alimentos, muito provavelmente vai ter que providenciar os seguintes documentos:

 

1.    Certidão de nascimento do(s) fiho(s)

2.    RG/CPF de quem do genitor que reside com a criança/adolescente

3.    Dados do processo que fixou os alimentos;

4.    Sentença onde foram fixados os alimentos;

5.    Comprovante de Residência (conta de água, luz ou telefone);

6.    Documentos que demonstrem os rendimentos do guardião da criança;

7.    Documentos que demonstrem os gastos da criança.

8.    Prova da atual situação financeira  do pai.

9.    Qualificação e endereço do filho, da ex-esposa ou da ex- companheira;

10.                   Caso os alimentos tenham sido fixados por meio de acordo, copia do termo de acordo homologado judicialmente ou sentença, onde conste o valor dos alimentos

11.                   Outros documentos que o advogado julgar pertinente


Diante da complexidade das leis que regem a pensão alimentícia e sua revisão, a assistência de um advogado especializado em Direito de Família é crucial. Um profissional qualificado pode oferecer orientação adequada sobre os procedimentos legais, preparar a documentação necessária e representar os interesses do cliente em juízo, maximizando as chances de um desfecho favorável.

 

Importância da documentação para esse tipo de ação

 

Ana reuniu todas as evidências das despesas atuais de Sofia. Isso inclui relatórios médicos, recibos de escola, atividades extracurriculares e quaisquer outras despesas relevantes.

 

Além disso, nos muniu com inúmeras informações sobre a melhoria da situação financeira de Carlos.

 

Em seguida foi proposta uma ação revisional de alimentos, onde além das provas produzidas pelas partes, foi deferida a quebra de sigilo bancário de Carlos, onde se comprovou o efetivo aumento dos rendimentos.

 

Assim, ao final realmente foi constatado o alegado por Ana, ou seja, aumento das despesas de Sofia, bem como dos rendimentos de Carlos. Ao final o juiz aumentou o valor da pensão alimentícia.


Considerações finais


A revisional de alimentos é um processo essencial para assegurar que o suporte financeiro proporcionado reflita as realidades atuais das partes envolvidas.

 

Ao permitir ajustes baseados em mudanças significativas nas condições financeiras ou nas necessidades, a legislação busca promover a justiça e a equidade, garantindo que todos possam manter um padrão de vida digno.

 

Com o auxílio adequado e uma compreensão clara dos direitos e obrigações, é possível navegar por esse processo complexo de maneira eficaz, assegurando o bem-estar de todos os envolvidos.

 

A jornada de Ana em busca de uma revisão justa da pensão alimentícia de Sofia ilustra a importância de estar bem informado e preparado para enfrentar o judiciário.

 

É um lembrete de que, acima de tudo, o interesse da criança deve permanecer no centro de tais processos, garantindo que suas necessidades sejam atendidas de maneira justa e equitativa.

 

A história de Ana, Carlos e Sofia não é apenas sobre números; é sobre garantir que Sofia possa crescer em um ambiente que atenda às suas necessidades, apoiada pelo amor e recursos de ambos os pais.

 

Este caso ressalta a complexidade das questões de direito de família e a necessidade de abordá-las com cuidado, conhecimento e expertise. A revisional de alimentos embora tecnicamente um processo legal, é fundamentalmente uma questão de garantir o bem-estar e o futuro das crianças envolvidas


Como faço para buscar ajuda especializada para lutar pelos meus direitos?


Para buscar ajuda especializada para ingressar na Justiça e lutar por seu direito, você pode contar com o escritório Maísa Lemos Advocacia e Consultoria, pois somos especializados em Direito de Família. Clique aqui e fale com nossa equipe.


No mais, nosso escritório tem um imenso prazer em ajudar as pessoas com a divulgação de informações relacionadas a direito de família.


E por isso temos em nosso site e redes sociais (@maisalemoss) informações quase diárias.


Contudo, para analisar com detalhes o caso das pessoas que nos procuram, um advogado precisa reservar um tempo na agenda, parar, ouvir, entender e, em seguida, dar a orientação necessária para o caso específico. É um trabalho que envolve responsabilidade e dedicação. Compreende?


E na verdade, muita gente não sabe exatamente como funciona o nosso fluxo de trabalho, por isso fazemos sempre questão de mostrar como é.


E se você acha que está em um momento para conversar, entre em contato conosco e agende um horário. É só clicar aqui 


Nós atendemos em todo o Brasil, pois o processo judicial é inteiramente eletrônico.


Nosso E-book


Baixe o e-book “Guia completo para se preparar para um divórcio”. Com certeza vai te ajudar bastante.


Agora, vou ficando por aqui.


Até a próxima.



foto da advogada Maisa Lemos

Meu nome é Maisa Lemos, atuo como advogada de família e sucessões em Goiânia desde 2002 e tenho clientes em todo o Brasil.


Presto assessoria jurídica em ações de inventário, arrolamento, divórcio, guarda, pensão alimentícia, sobrepartilha e filiação socioafetiva.


Meu foco é sempre a prevenção de litígios e o bem estar dos envolvidos, sobretudo quando há filhos menores de idade.


Sou também mãe do Davi, da Helena e da Clara.


Me siga no instagram: @maisalemoss. Lá eu posto conteúdo quase diariamente sobre direito de família e sucessões.




LEMBRE-SE: este post tem a finalidade apenas de informar. Em nenhuma hipótese substitui a consulta com um profissional do Direito. Converse com conosco e verifique as orientações necessárias para o seu caso específico.



11 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page